REUNIÃO DO VICE-GOVERNADOR e o FÓRUM DA BAIXADA

REUNIÃO DO VICE-GOVERNADOR e o FÓRUM DA BAIXADA

Na tarde desta segunda-feira, 12 de julho, o Vice-Governador, Carlos Brandão, acompanhado do chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, recebeu membros da Diretoria do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM). A reunião contou com a participação do Presidente do FDBM, João Martins, (que solicitou o agendamento); dos vice-presidentes Expedito Moraes e Antônio Valente e da Presidente de Honra, Ana Creusa; dos forenses Eduardo Castelo Branco, Secretário de Agricultura de Anajatuba, e Eliseu Silva, Presidente da Associação de Piscicultores de Itans.

O Vice-Governador deu as boas-vindas aos participantes da reunião. Discorreu sobre o potencial econômico da Baixada, especialmente para a produção de alimentos e outros projetos de desenvolvimento que beneficiarão a população da região. Falou sobre o exemplo de Itans, que é prova viva de que os empreendimentos, uma vez incentivados pelo Poder Público, têm tudo para prosperar.

O Chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, lembrou da necessidade de implantação de uma Agência de Desenvolvimento da Baixada, bem como viabilizar parceria entre a Universidade Estadual e dos Institutos Estaduais de Educação.

O Presidente do FDBM, João Martins, discorreu sobre a necessidade de um amplo esforço do Estado e Gestores Municipais das duas regiões para potencializar as grandes oportunidades naturais existentes na promoção de investimentos em produção agrícola e turística. Exaltou a enorme carência de conhecimento, tecnologia e incentivo aos pequenos e médios empreendedores. O Presidente da Associação de Itans, Elizeu Silva, solicitou a manutenção da Estrada do Peixe e enfatizou a necessidade de uma máquina para auxiliar na escavação e manutenção de tanques para os associados.

O objeto da reunião proposto, então, foi da elaboração de um Plano de Desenvolvimento da Baixada e Litoral Ocidental que apresente resultados imediatos capazes de melhorar o índice de qualidade de vida na região.

A estratégia consiste em envolver o governo estadual, os consórcios de prefeitos, classe política; IEMAS, UEMA, UFMA. Os polos de produção (a exemplo de ITANS), técnicos, etc. e implantar uma Agência de Desenvolvimento da Baixada para coordenar o processo que contemple as seguintes ações:

Barragem de Maria Rita; barragens de enseadas; manutenção da Estrada do Peixe; linhas de crédito a pequenos e médios empreendedores e agricultores; diques da Baixada; acesso ao processo Licitatório do Ferry Boat, barragem do rio Maracu etc.

A diretoria do Fórum definirá agenda para o próximo mês visitar as duas regiões, contemplando por exemplo, a nova Uema, Ufma, Consórcios de Prefeitos e alguns locais da região onde deverão ocorrer algumas obras.

O Vice-Governador ressaltou a necessidade de mais encontros dessa natureza, para que sejam discutidos projetos de natureza prática, que muitos já existem, necessitando apenas de ajustes, para refletir a realidade atual.

Carlos Brandão recebeu dos forenses o livro Ecos da Baixada, Comprometeu-se a ler para conhecer melhor a Baixada. Ao final da reunião, o Vice-governador fez questão de gravar um vídeo, no qual transmite uma mensagem otimista comprometendo-se com o desenvolvimento da Baixada.