Academias na Baixada, a vez de Peri-Mirim

O Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) desenvolve um projeto denominado Academias na Baixada, cujo gestor é o Professor da UFMA, Manoel Barros. Em reunião de Diretoria, ocorrida em 1º de março, ficou decidido que, no momento, serão empreendidos esforços para implementação das academias de São João Batista e Peri-Mirim. A equipe de São João Batista já tem reunião marcada para o dia 16 de março.

A equipe de Peri-Mirim, por sua vez, reuniu-se no último domingo, dia 04 de março, na residência do forense e professor Venceslau Pereira Júnior em Peri-Mirim. Estavam presentes catorze pessoas. Ana Creusa ainda representou Flávio Braga, Francisco Viegas Paz, Antônio João França e Graça Pereira. A reunião foi presidida por Ana Creusa, que foi secretariada por Diêgo Nunes Boaes.

Inicialmente, Ana Creusa discorreu sobre o projeto Academias na Baixada do FDBM, que tem como meta a divulgação de todos que contribuem com a cultura e história dos municípios da Baixada e colocou à disposição o site da entidade, espaço em que os envolvidos com a Academia poderão publicar seus trabalhos.

 Na oportunidade, foram lembrados personagens que fizeram e fazem parte da história do município, como o saudoso professor João Garcia Furtado quem, na memória de muitos, batizou Peri-Mirim como a “Metrópole da cultura brasileira”, além dele foram citados:  Carro Pique, Santiago, Flávio Braga, Antônio João França Pereira, Francisco Viegas, Abacaxé, Vavá Melo, Maria Rosa Gomes, Ana Creusa e tantos outros que contribuíram e que ainda contribuem com a história do município.

Houve uma breve apresentação dos presentes, especialmente quanto à expectativa para constituição da academia. As conversas geraram em torno de: 1) formação de uma comissão, que foi constituída por Diêgo Nunes Boaes, Edna Jara Abreu Santos e Marcijunes Silva Gomes; 2) pauta da próxima reunião, em que será feita a discussão da minuta da proposta da Academia Peri-miriense de Letras, Artes e Ciências; 3) criação do grupo do WhatsApp para melhor comunicação; 4) sigla da Academia Peri-miriense de Letras, Artes e Ciências e 5) extensão do convite às pessoas que têm interesse e  comprometimento com a divulgação das ciências, artes e letras do município de Peri-Mirim.

próxima reunião foi marcada para o dia 15 de abril, às 15:00 horas, no prédio do Centro Educacional Artur Teixeira de Carvalho, em Peri-Mirim.

Houve um momento cultural, em que o senhor Carlos Pereira Oliveira, vulgo “Carro Píque”, abrilhantou os presentes com uma de suas toadas de maior sucesso, “A Copa de 70”. Mostrando o real sentido e significado da academia, que se trata de uma união de valores voltados para o bem da história e cultura de Peri Mirim. A reunião foi encerrada com um coquetel, fornecido pelo anfitrião, sendo lavrada Ata, para os registros devidos.

Avante Baixada!!