A trilha da Vida*

Em 30 de agosto de 2018 13:36

A trilha da vida é feita de caminhos que se cruzam, uns para sempre e outros apenas por algum tempo. Foi um prazer estar com todos vocês e aprender a cada instante algo de novo. Não tem preço a convivência com gente que gosta de gente. Impressionante que ao fim do dia, eu queria que não tivesse acabado e voltar a estar com todos. A realidade é assim, estou feliz.

Foram muitos momentos alegres, outros de concentração e todos eles contribuíram imensamente para aguçar nosso senso crítico, fortalecendo a interação dos baixadeiros, sobretudo, a expectativa que fica de novos acontecimentos.

Quero agradecer por cada segundo dispensado comigo, por cada sorriso, por cada bom dia, cada abraço, aperto de mão e principalmente pelo conhecimento partilhado.

Impossível não fazer destaque ao empenho e espontaneidade dos nossos palestrantes (Obrigado Dr. Gusmão, pelas mudas de Paricás, serão tratadas com carinho), o apoio dos amigos da cultura, a dedicação de Jonilza, aos profissionais da educação, Ana Creusa uma grande líder e amiga, a Sra. Linielda, nossa verdadeira anfitriã que nos conquistou o todos com sua efetiva participação.

Que o sucesso continue ao lado de cada um de vocês e a felicidade seja uma companheira assídua.

Foi muito lindo a graciosidade e o bailado das companheiras ao final do encontro.

Desejo a todos, muito estímulo para seguir crescendo e aprendendo continuamente.  Os meus mais sinceros agradecimentos!

*Carlos César Silva Brito, naturalidade: Viana (MA); membro fundador e primeiro presidente da academia Matinhense de Ciências Artes e Letras – AMCAL, membro da Federação das Academias de Letras do Maranhão – FALMA, autor do livro: Minha terra minha origem; também é de sua autoria diversos poemas e crônicas ressaltando a grandeza e a beleza natural e cultural da região dos campos floridos de Viana e Matinha. Ambientalista, MBA em gestão empresarial e MBA em gestão ambiental; consultor de empresas, auditor de sistemas de qualidade total e planejamento estratégico, escritor, poeta e palestrante.

 

Academias na Baixada, a vez de Bequimão

Em 25 de julho de 2018 13:34

Foi realizada a primeira reunião para a instalação da Academia de Ciências, Artes e Letras de Bequimão, no dia 21/07/2018, no Espaço Cultural da Livraria AMEI em São Luís. O evento contou com o apoio do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense – FDBM.

Além da presença dos futuros ‘imortais’, o evento contou com a participação dos presidentes das academias de Matinha e de Peri-Mirim: César Brito e Eni Amorim, respectivamente. O evento foi marcado pela presença ilustre de Vavá Melo, da Academia de São Bento, grande entusiasta das academias na Baixada e do forense João Carlos, da Academia de Matinha.

A reunião foi conduzida pela presidente do FDBM, Ana Creusa. Secretariando os trabalho, atuou o advogado Ribeiro Júnior, que se encarregará de minutar uma ata, para fins de registro da exitosa reunião. Iniciou-se a reunião com uma rápida abertura feita pela presidente do FDBM acerca do projeto Academias na Baixada, cujo gestor é o Coordenador do Curso de História da UFMA, Prof. Manoel Barros.

Todos usaram da palavra para fazer uma breve apresentação pessoal e declinar sobre as suas expectativas quanto à instalação da Academia em Bequimão. 

Ao final, enfatizou-se sobre os próximos passos que serão a escolha do nome da academia, dos patronos e membros, bem como a elaboração do estatuto e demais documentos para a constituição da Academia. Também ficou defino que a próxima reunião será em Bequimão, provavelmente no início do mês de setembro.

 

Academia de Bequimão

Em 25 de julho de 2018 13:33

Academias na Baixada, a vez de São João Batista

Em 17 de julho de 2018 12:20

Foi realizada em São João Batista a primeira reunião para a instalação da Academia Joanina de Ciências, Artes e Letras, no dia 14/07/2018, no Centro de Convenções e Informática de São João Batista sediou . O evento contou com o apoio do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense e da sociedade joanina.

A entidade está fomentando a criação das academias na região e o professor Manoel Barros, do quadro da Universidade Federal do Maranhão, é o gestor do projeto. Em São João Batista, além dos futuros ‘imortais’, o evento contou com as presenças de membros da Diretoria da entidade, entre eles Flávio Braga, presidente de honra; Leonardo Cardoso, primeiro tesoureiro e Batista Azevedo, membro do conselho fiscal.

Além de professores, estavam presentes representantes de movimentos sociais e culturais de São João Batista e de pessoas que já têm produção literária. A reunião começou com uma rápida abertura feita pelo professor Raimundinho Cutrim e uma explanação do projeto sobre as academias, sob o comando do professor Manoel Barros, que também é joanino.

Ele explicou sobre o objetivo da academia e sobre o trabalho que ela pode fazer. O professor destacou também que os próximos passos serão: a escolher o nome, dos patronos e membros, bem como a elaboração do estatuto e demais documentos para a constituição da Academia do município.

Durante as apresentações dos participantes, eles destacaram que a entidade deve comportar diversos artistas joaninos, espalhados pelo município. Foi acordado que uma nova reunião será realizada em setembro ou outubro para, de fato, fazer o ato que instituirá a Academia Joanina de Ciências, Artes e Letras.

 

Academia de São João Batista

Em 17 de julho de 2018 12:06

Osmar Gomes

Em 24 de junho de 2018 8:33

Osmar Gomes dos Santos é Juiz de Direito da Comarca da Ilha de São Luís, membro das Academias Ludovicense de Letras, Maranhense de Letras Jurídicas e Matinhense de Ciências, Artes e Letras.

Casamento Comunitário em Peri-Mirim

Em 10 de junho de 2018 1:50

No dia 13 de junho de 2018, próxima quarta-feira, ocorrerá no clube da cidade o 1º Casamento Comunitário de Peri-Mirim, sob direção da MM Juíza Michelle Amorim Sanches Sousa Diniz.

 O Projeto “Casamentos Comunitários” foi instituído pelo Poder Judiciário Maranhense desde 1998. O procedimento gratuito está disposto no Provimento N° 10/2013 da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA).

A gratuidade inclui a expedição de 2ª via do assento de nascimento ou casamento, se necessário. A Corregedoria Geral da Justiça disponibiliza apoio logístico aos magistrados para concretização do Projeto Casamentos Comunitários, especialmente junto aos cartórios.

A sociedade Perimiriense foi convidada a participar do evento, para tanto, a Juíza realizou reuniões e ensaios com os convocados, entre eles a recém-criada Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense – ALCAP que participará do evento com o objetivo de demonstrar seu apoio aos valores da Família.

Durante o evento, será realizado o pré-lançamento da 2ª edição do Livro “Curiosidades Históricas de Peri-Mirim”, de autoria do membro da Academia Perimiriense, Francisco Viegas Paz.

Como parte da programação e divulgação, Ana Creusa, presidente do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense – FDBM e o autor da obra foram os entrevistados do Programa da Difusora AM “Nossa terra, nossa gente”, apresentado por Willian Rio Branco.

Na oportunidade, os entrevistados destacaram o empenho dos acadêmicos em demonstrar seu apoio incondicional ao Casamento Comunitário, bem como discorreram sobre os projetos do Fórum da Baixada, como os Projetos Diques da Baixada e Academias na Baixada.

Enfatizaram, ainda, o empenho da Presidente da Academia de Letras, Ciências e Artes de Peri-Mirim, Eni Amorim e sua equipe que, atendendo ao convite da Juíza Michelle Amorim Sanches Sousa Diniz ajudará na recepção dos casais, bem como dos juízes convidados que virão de outros municípios da Baixada para Peri-Mirim.

Peri-Mirim realiza a II reunião preparatória para implantação da Academia

Em 18 de abril de 2018 22:26

Neste domingo, 15 de abril, ocorreu a II reunião para instalação da Academia de Letras, Ciências e Artes de Peri-Mirim, a fim de debater os assuntos constantes da pauta. A reunião foi presidida por Ana Creusa, representando o “Projeto Academias na Baixada” do Fórum da em Defesa da Baixada Maranhense  (FDBM), secretariando os trabalhos, atuou Diêgo Nunes.

A reunião ocorreu em Peri-Mirim e contou com a presença da Secretária de Educação Municipal, Alda Ribeiro. A Secretaria de Cultura enviou representante. O FDBM foi representado por quatro forenses: Ana Creusa, Ana Cléres, Manoel Braga e Vescelau Júnior.

Iniciou-se com uma breve apresentação de todos, em seguida foi lida e aprovada a Ata da reunião do dia 04/03/2018. Foi eleita, por unanimidade, a logomarca apresentada pelo confrade Francisco Viegas Paz. A nomenclatura vencedora foi Academia de Letras, Ciências e Artes Perimiriense (ALCAP). Ficou decidido que a proposta do estatuto precisa ser estudada com mais cuidado, a qual será encaminhada aos participantes para estudo. A provação será feita na próxima reunião, marcada para o dia 20/05/2018.

Também ficou decidido que na próxima reunião será eleita a Diretoria Executiva e sorteadas as cadeiras, ocasião em que cada acadêmico apresentará a sua biografia e do seu patrono.

Foi lançada a Campanha para e reedição da obra “Curiosidades Históricas de Peri-Mirim”, sendo lançada uma rifa, cujo valor ser consignado como crédito para a aquisição da obra.

Foi formada uma comissão para estudar a realização de um evento cultural nas férias de julho para as crianças do município.

Ao final, fomos agraciados com um momento cultural denominado “Memórias da Roça”, em que foram apresentados utensílios e artesanatos próprios da Baixada: abano, mensaba, pilão, coco babaçu, caldeirão, rede, socó, tarrafa e outros, seguido de um belo relato histórico realizado pela confrade Eni Amorim. E, para não faltar nada, foi servida uma merenda com bolo de tapioca, café com leite, queijo, mingau de milho e de tapioca.

Destaque-se a organização dos eventos feitos por uma competente comissão, que conta com o entusiasmo de todos, cuja palavra de ordem é: “UNIÃO”.

Ilha do Amor

Em 25 de março de 2018 21:35

Com alegria vou escrever
Versos de carinho e amor
Que jamais vou esquecer
Pra linda ilha do amor

Os seus antigos casarões
E a imensidão da beira mar
Tudo isso desperta paixões
São belezas a contemplar

Ilha do amor do coração
Teus mistérios e histórias
Ficam na imaginação
É tão rica e cheia de glórias

Tuas riquezas naturais
Tão cheia de belezas
Não se esquece jamais
És um presente da natureza.

Alan Rubens

 

Relatório da primeira reunião da Comissão da Academia de Letras, Ciências e Artes de Peri-Mirim – ALCAP

Em 23 de março de 2018 0:43

Aos dezoito dias do mês de março de dois mil e dezoito, ocorreu às 15:00h na residência de Eni do Rosário Pereira Amorim em Peri-Mirim, a reunião da Comissão de estudo da Academia de Letras, Ciências e Artes de Peri-Mirim (ALCAP), responsável pelo estudo da minuta do Estatuto. Foi realizada a leitura e tendo como referência o Estatuto da Academia de Letras de Matinha, compareceram à reunião: Diêgo Nunes Boaes e Edna Jara Abreu Santos membros da comissão e Eni do Rosário Pereira Amorim convidada. Na ocasião foram discutidas ações relevantes à organização da fundação, denominação e finalidade da Academia de Letras, Ciências e Artes de Peri-Mirim (ALCAP), e sobre as questões a serem levadas para a reunião do dia 15 de abril, bem como a eleição para a diretoria, meios para arrecadar fundos para academia, votação da sigla, slogan e patrono da mesma. Foi decidido o nome de alguns idosos que podem contribuir com a historiografia da cidade de Peri-Mirim, e selecionados para apresentar na reunião: Dona Mirian, Terezinha Nunes, Luís Bode e Madalena, Mundinho Campelo, Sipreto e Dona Antônia sua mãe, Walton Barreira, Zé Nunes, De Jesus, Ana Lúcia de Almeida, Cassiano, Dona Maria de Bento, seu Cassiano e Manuel Porco, Procório, dona Ana e seu Carico, Javandira, Pastor Claudionor e dona Elisia, Rosilda Castro, Fátima Guterres, Anastácio e Valdemar Corrêa, seu Vavá do Campo de Pouso e esposa, dona Eni Nunes, Dorado, seu Raul Mendes e dona Constância. Nada mais a declarar foi encerrada a reunião.