CONFRATERNIZAÇÃO DO FDBM 2017

Na última sexta-feira dia 15, aconteceu em São Luís a confraternização do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense – FDBM, veja as fotos aqui com o objetivo de promover a interação entre os irmãos baixadeiros, e valorizar o trabalho daqueles que durante todo o ano dedicaram várias horas de seu tempo para a esta entidadade. Tendo à frente do cerimonial a Primeira-Secretária Elinajara Pereira com o auxílio da Presidente Ana Creusa Santos, a festa que teve várias homenagens e condecorações contou com o cantor Pinheirense Fernando Pessoa como a atração musical da noite.  As instituições homenageadas foram o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), o qual o Superintendente João Martins estava representando,  e a AMCAL (Academia Matinhense de Ciências, Artes e Letras) que teve como representantes o Presidente Cesar Brito e a Vice-Presidente Edleuza Brito. Já os homenageados com comenda foram os forenses Flávio Braga, Antônio Valente, Luiz Morais, Nélio Júnior e Valmir Abreu. O troféu imprensa foi dedicado a Jersan Araújo (Jornal Pequeno) e Carlos Henrique (Galinho, da Rádio Educadora), por serem profissionais que sempre foram vozes em favor da Baixada Maranhense.  Este ano, o FDBM prestou homenagem aos casais forenses, pessoas que juntos dividem o amor pelas causas da região. Os homenageados foram , Andreia e Flávio,  Concita e José Maria, Estela e Ferreira, Binha e Maninho, Marlilde e Alexandre, Mariana e Lolico, Zezé e Leonardo. Em seguida, houve a condecoração a Leuzanira Furtado, que recebeu o título de Rainha das Expediçõese será a responsável pelo calendário das expedições de 2018. Por fim, houve a apresentação dos novos cadastrados ao FDBM com o lema: “Baixada, verás que um filho teu não foge à luta”. Encerrado o cerimonial, foi servido um delicioso jantar e os forenses se confraternizaram alegremente. Confira aqui alguns depoimentos de quem esteve na confraternização. 

OS PROJETOS DO FÓRUM DA BAIXADA

Fórum Em Defesa Da Baixada Maranhense – FDBM trabalha para auxiliar a Baixada e sua gente a chamar a atenção do poder público para seus graves problemas, bem como auxiliá-los na busca de soluções criativas nas comunidades em que se inserem. Os problemas são muitos, mas há soluções são simples e viáveis, como disse o Dr. Flávio Braga, que é um dos idealizadores do Fórum e primeiro presidente do Fórum da Baixada.