Ata da primeira reunião preparatória de fundação da Academia Peri-miriense

Em 16 de março de 2018 21:04

Aos quatro dias do mês de março de dois mil e dezoito às quatorze horas, reuniram-se na residência do senhor professor Venceslau Pereira Júnior, situada na Rua Desembargador Pereira Júnior – Centro, na cidade de Peri-Mirim, Maranhão, os senhores Ana Creusa Martins dos Santos, Diêgo Nunes Boaes, Carlos Pereira Oliveira, Maria Amélia Pinheiro Martins dos Santos, José Ribamar Martins Bordalo, Adelaide Pereira Mendes, Josiana Silva, Marcijunes Silva Gomes, Arlindo Cristino Fonseca Ribeiro, Edna Jara Abreu Santos, Laura Andrelynne Durans Duarte, Venceslau Pereira Júnior, Ana Cléres Santos Ferreira, Ronya Durans Pereira e Paulo Sérgio Corrêa,  com o fito de estudarem a possibilidade de fundarem uma confraria cultural, ideia liderada pelo Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM), por meio do Projeto Academias na Baixada. A reunião foi presidida por Ana Creusa Martins dos Santos e secretariada por Diêgo Nunes Boaes. A reunião contou com a participação de quinze pessoas, sendo eles: acadêmicos, profissionais da educação e artistas da terra. A senhora Ana Creusa abriu a discussão acerca dos mecanismos e propostas necessárias para a organização e criação da Academia, tendo como base, prestigiar inúmeras pessoas que muito contribuem com a cultura, literatura e música. A mesma representou os senhores Francisco Viegas Paz, Flávio Braga e ainda o casal Antônio João França e Graça Pereira. Em seguida foi realizada a apresentação dos presentes, cada um falou sua formação, experiência, ocupação no município e as expectativas esperadas na formação da Academia Peri-miriense de Letras, Artes e Ciências. Na ocasião foram lembrados nomes de personagens que fizeram e fazem parte da história do município, como é o caso do saudoso professor João Garcia Furtado quem na memória de muitos batizou Peri-Mirim como a “Metrópole da cultura brasileira”, além dele foram citados:  Carro Pique, Santiago, Flávio Braga, Antônio João França Pereira, Francisco Viegas, Abacaxé, Vavá Melo, Maria Rosa Gomes, Ana Creusa e tantos outros que contribuíram e que ainda contribuem com a nossa história. Em seguida, Ana Creusa deu continuidade falando a respeito do site do Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) e que o mesmo criou o projeto academias na baixada com a visão de participação de todos que contribuem com a cultura e história dos municípios, e ainda sobre a importância de se criar um menu para a Academia Peri-miriense de Letras, Artes e Ciências, na qual os envolvidos com a Academia poderão publicar seus trabalhos. Houve um momento cultural, com uma toada cantada pelo compositor da terra, o senhor Carlos Pereira Oliveira, vulgo “Carro Píque”, onde abrilhantou com uma de suas toadas de maior sucesso, da copa de 70. Mostrando o real sentido e significado da academia, que se trata de uma união de valores voltados para o bem da história e cultura de Peri-Mirim. Logo depois foi criada uma comissão para estudar e expor a minuta do estatuto na próxima reunião e que ficará responsável pelos trabalhos. Os indicados foram: Diêgo Nunes Boaes, Edna Jara Abreu Santos e Marcijunes Silva Gomes, bem como deliberaram sobre a criação do grupo do WhatsApp e a extensão do convite para participar às pessoas que têm interesse e perfil para participar da academia. Para finalizar, foram colocados assuntos para a pauta da próxima reunião: discussão da minuta de estatuto proposta pela Comissão; escolha da sigla da Academia Peri-miriense de Letras, Artes e Ciências. Ao final, comprometeram-se a convidar outras pessoas que se identifiquem com a academia para fazer parte da próxima reunião, marcada para o dia quinze de abril, às quinze horas, no prédio do Centro Educacional Artur Teixeira de Carvalho. A reunião foi encerrada com um coquetel. Nada mais havendo a tratar, a presidente agradeceu a todos os presentes a sua colaboração e deu por encerrada a reunião, decidiu seria lavrada pelo secretário, que depois de lida e achada conforme será assinada por todos os presentes. Peri-Mirim, 4 de março de 2018.