Com participação do Magnífico Reitor, o Grupo de Trabalho UFMA/FDBM retoma agenda de trabalho

Com participação do Magnífico Reitor, o Grupo de Trabalho UFMA/FDBM retoma agenda de trabalho

No início da noite desta quarta-feira (16/09), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e o Fórum em Defesa da Baixada Maranhense (FDBM) deram prosseguimento à Agenda de Trabalho iniciadas em novembro de 2019 e interrompida em fevereiro de 2020, de acordo com as normas sanitárias estabelecidas para controle da pandemia da Covid-19. A reunião se deu por meio da plataforma virtual Google Meets.

Os representantes da Universidade foram Josefa Melo e Sousa Bentivi Andrade, Saulo Ribeiro dos Santos, Li Chang Shuen Cristina Silva, Marcos Fábio Belo Matos e o magnífico reitor Natalino Salgado Filho e do Fórum Expedido Nunes Moraes, Antônio Lobato Valente e Ana Creusa Martins dos Santos; definiram posições, premissas e ações que irão consolidar, de modo concreto, esta parceria. Nesta reunião três assuntos foram intensamente debatidos e dado encaminhamentos:

  1. tratativas para elaboração do Termo de Cooperação Técnica entre a UFMA e o FDBM;
  2. criação do Polo de Empreendedorismo Rural da Baixada;
  3. construção de um Plano de Desenvolvimento da Baixada e Reentrâncias Maranhenses e
  4. definição e convocação de parceiros.

Para elaborar e aprovar o Plano de Desenvolvimento da Baixada e Reentrâncias Maranhenses e instalar o Polo de Empreendedorismo Rural da Baixada a ideia é criar um ambiente que envolva todos os seguimentos existentes no Território destas regiões. Para isto, deverão ser organizados vários eventos nos municípios culminando com um grande FORUM. 

Esses eventos contarão com a participação de todos os órgãos que formarão o Grupo de Trabalho. Pensa-se na realização de um Seminário sobre Turismo e Alimentação. E neste será estudada a implantação do Curso de Engenharia de Pesca no Polo da UFMA de Pinheiro.

Outros assuntos correlatos foram debatidos, como:

  • ampliação das parcerias com os governos Federal, Estadual e Municipais e com os diversos órgãos e entidades públicas e privadas;
  • eventos culturais e promoção da gastronomia baixadeira e costeira; 
  • os estaleiros artesanais de Cururupu;
  •  existência de inventário cultural de Cururupu e
  •  fazer parceria com o Consórcio dos Guarás.